Notícia

Equipe do Mapa visita estabelecimentos exportadores no Paraná
Com o objetivo de fortalecer a parceria entre o setor público e o privado nas exportações de produtos agrícolas brasileiros, uma equipe do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) esteve no Paraná na última sexta-feira (22), para dialogar e visitar plantas frigoríficas que exportam proteínas no mercado internacional.

A comitiva, liderada pelo secretário-adjunto de Comércio e Relações Internacionais do Mapa, Júlio Ramos, o superintendente Federal de Agricultura no Estado, Cleverson Freitas, e o analista de relações de mercados da ABPA, Gabriel Morelli Ribeiro, visitou o Complexo Industrial da Cooperativa Agroindustrial Consolata (Copacol), em Cafelândia, e conheceu as instalações da Frimesa, em Assis Chateaubriand. Durante a visita, foram acompanhados o processo de produção completo, desde a recepção das matérias-primas até a embalagem dos produtos finais.

A missão contou ainda com o apoio e suporte da Secretaria de Defesa Agropecuária do Mapa, onde os auditores fiscais federais agropecuários acompanharam e também dialogaram com os gestores dos estabelecimentos, buscando ampliar a presença e expansão das empresas no mercado mundial e a participação delas em feiras internacionais para a comercialização dos produtos.

O Paraná é o terceiro maior estado exportador do agronegócio brasileiro e o primeiro em exportação de carne de frango, com um total de 2,09 milhões de toneladas embarcadas no último ano. Em 2023, o estado exportou US$ 19,52 bilhões em produtos do agronegócio, o que representa 11,7% do valor total exportado pelo Brasil, que foi de US$ 166,49 bilhões. As exportações de proteína animal pelas empresas paranaenses representaram 39,2% do total exportado pelo Brasil.

Após as visitas, o secretário-adjunto de Comércio e Relações Internacionais celebrou os avanços da cultura exportadora. “O cooperativismo que vimos impulsiona o agro brasileiro, gerando empregos e promovendo tecnologia e sustentabilidade. Sob a liderança do nosso Ministro Carlos Fávaro, nos últimos 15 meses, abrimos 101 novos mercados internacionais, refletindo nossa excelência em qualidade e segurança alimentar. Essa expansão é fruto da nossa sanidade alimentar rigorosa. A união entre setores público, privado e o terceiro setor, exemplificada pela ABPA, é fundamental para nosso crescimento no cenário global”, destacou Julio Ramos.

“Ficamos impressionados e esperançosos com o que observamos nas plantas frigoríficas, que reafirmam iniciativas bem-sucedidas, geradoras de emprego e melhorias na qualidade de vida. O investimento em pessoas, tecnologia, boas práticas, sustentabilidade e qualidade que testemunhamos aqui demonstra uma crescente capacidade de expandir sua participação no mercado global", afirmou o superintendente, Cleverson Freitas.

Autor: Ministério da Agricultura
Fonte: Portal do Ministério da Agricultura
25/03/2024